Certezas absolutas

Duas no mesmo tema...
__________________________________________________________________
Oi Clarion, eu sempre vejo nos seus vídeos você dizer que não é possível provar que alguma coisa não existe, mas eu ainda não consegui entender isso. Você pode explicar?

Isso mesmo... como poderíamos provar, por exemplo, que não existe uma maçã mágica voadora? O máximo que dizer é que nunca ninguém viu uma maçã mágica voadora, que não faz sentido biologicamente. Mas não dá pra PROVAR, no sentido de prova absoluta, que ela não existe.

Mesmo se você vasculhasse o mundo inteiro, cada centímetro do planeta, eu poderia dizer, por exemplo, que a maçã mágica voadora estava se escondendo de você porque ela é muito tímida. E que enquanto você estava procurando na China ela estava escondida no Canadá, e vice-versa.

Sim, a ideia é absurda, eu sei. Não faz sentido, e é ridícula. Mas PROVAR mesmo, com 100% de certeza absoluta, não tem jeito. 

__________________________________________________________________
Clarion, sério, eu sou meio burro, mas me ajude a entender: Se não posso provar que algo não existe, como você chegou a ser ateu, a ver definitivamente que Deus não existe? Se for levar em conta seu raciocínio vc não é ateu... 

Porque nossas certezas são certezas relativas, nunca absolutas. Você viu aquele vídeo que fala sobre seus pais x Chuck Norris? Como ele diz, não podemos provar de fato, com 100% de certeza conclusiva e inquestionável, quem são nossos pais. No entanto, "sabemos" quem eles são, construímos certezas e convicções baseados nas evidências e indícios que verificamos.

 Quanto a Deus (eu estou aqui falando especificamente do deus cristão, Jeová/Javé), não há nenhuma evidência verificável da sua existência, apenas relatos de testemunhas e "sentimentos". Em oposição à sua existência, há vários indícios de que a única fonte palpável de informação sobre ele (a Bíblia) é falha, cheia de contradições, erros científicos grotescos, mitos comprovadamente errados, com um personagem principal que se auto-intitula perfeitamente bom, mas age de forma mesquinha, vingativa, com mais caprichos que uma criança mimada de 7 anos. Há também indicações de como boa parte dos mitos foram construídos como "cópias" de outras mitologias.

Não faz sentido, entende? Mesmo sem uma comprovação definitiva, é uma ideia absurda demais para ser levada a sério.
(formspring
_____________________________________________________________________