Golpe do Guns

Golpe do Guns n'Roses, ou simplesmente Golpe do Guns, é o nome dado quando uma banda ou artista internacional em carreira decadente resolve vir ao Brasil para faturar uma grana fácil nas costas dos fãs brasileiros.

Com pouquíssimas exceções, artistas internacionais que estão no auge da carreira não estão nem aí pra existência do Brasil ou de fãs brasileiros. Eles ficam numa boa, faturando sua grana fácil em turnês girando em torno da Europa e Estados Unidos, e querem mais é que os fãs brasileiros se explodam. Quando muito, aparecem aqui uma ou duas vezes em dez anos de sucesso pra algum mega-evento tipo Rock in Rio.

O tempo passa, o tempo voa....

....e um belo dia a grana nos países ricos não vem tão fácil assim.

Depois de décadas repetindo Sweet Child o'Mine, Beat It, Like a Prayer e Hey Jude, os estádios de Paris, Londres e Chicago já não se enchem mais tão facilmente. Outros astros mais novos já estão tomando o lugar deles, e o faturamento desses ex-megasucessos já não é mais o mesmo.

Pra conseguir estádios cheios de novo, esses artistas agora decadentes começam a olhar pros lugares que antes desprezavam sem o menor pudor. Logo logo, começam os anúncios de "Rolling Stones em São Paulo", "Mariah Carrey em Curitiba", "Roxette em Belo Horizonte".

Chegando no Brasil, eles são tratados como reis do mundo pelo país, pela imprensa, pelo governo e principalmente pelos fãs que passaram a vida inteira menosprezando - que derretem de amores, choram, se descabelam e pagam um preço estratosférico pra ver o seu ídolo.

Nada como fazer uma graninha fácil em cima de um bando de trouxas sem orgulho próprio...